Clínica do Joelho e Ombro - Prof. Gutierres - Médicos e Ortopedia

SIGA-NOS Facebook Vimeo
ARTROSE DO OMBRO
 
A artrose da articulação gleno-umeral ocorre por perda progressiva da cartilagem entre o úmero e a omoplata. É causada por degenerescência primária ou secundariamente a outras patologias como a reumatológica.
 
Provoca dor, rigidez e perda de função do ombro, tornando-se progressivamente mais incapacitante para o doente.
 
Tratamento
Fisioterapia
Efectuada periodicamente e associada se necessário com terapia anti-inflamatória, poderá aliviar a dor e melhorar parâmetros funcionais, mas habitualmente não conseguem impedir a evolução do processo artrósico.
 
Infiltrações
De corticoesteróide ou viscosuplementação com ácido hialurónico poderão proporcionar alguma melhoria sintomática.
 
Prótese do Ombro
A substituição completa ou parcial da articulação do ombro apresenta resultados funcionais favoráveis, com clara melhoria da sintomatologia.
 
Tem sido grande a evolução ao nível dos implantes a aplicar no ombro, podendo ir desde a clássica hemiartroplastia (em que apenas é colocado um componente umeral), à artroplastia total (em que se reveste também a glenóide), passando pelos “resurfacing” (em que a resseção óssea é mínima e só a cartilagem umeral é retirada e substituida pelo implante metálico).


Prótese do Ombro Invertida 
Actualmente, mesmo em situações em que associadamente com a artrose, exista uma rotura completa da coifa, já é possível implantar artroplastias com resultados funcionais satisfatórios, as chamadas próteses invertidas. Nestas o componente glenóideo é que apresenta uma superfície convexa na qual se vai articular um componente umeral concavo, de forma a baixar o centro de rotação da articulação melhorando o braço de alavanca do musculo deltóide e assim suprindo a falta da coifa dos rotadores.